Kezia Nascimento

Curiosidades sobre as telecomunicações 

Elas estão por toda parte, a todo momento, não importa a situação. Sim, estamos falando sobre as telecomunicações. Você já parou para pensar que sua vida inteira tem parte nisso? Do momento em que você acorda, até o momento em que você apaga a luz do seu quarto para dormir. Não tem como fugir! Mas, o fato de estarmos acostumados com essa rotina, faz com que encaremos as telecomunicações apenas como mais um fator que fazer parte do nosso dia a dia. Entretanto, não é bem assim. Quer saber o por quê? Então, vem com a gente do Americanet! 

Como citamos, estamos tão acostumados com a presença das telecomunicações em nossa rotina, que nos esquecemos que elas, como tudo ao nosso redor, também possuem uma história que vai do seu surgimento até os dias atuais. E mais do que isso, possuem diversas curiosidades que a gente nem imagina. Por isso, nós, da Americanet, separamos algumas curiosidades para apresentar para você! Continue lendo para saber mais! 

Vá direto ao ponto: 

Jovem casal com vários celulares
Jovem casal com vários celulares

Cinco curiosidades sobre as telecomunicações  

Nós resolvemos não tratar as telecomunicações como mais um fator da nossa rotina, mas, sim, como algo que veio para revolucionar nossas vidas de uma vez por todas. Por esse motivo, separamos cinco curiosidades sobre as telecomunicações. Veja agora mesmo! 

1. Uma questão de status 

Em primeiro lugar está o fato de que, logo no início da implementação do uso de celulares, boa parte da população não tinha poder aquisitivo para adquirir a novidade. Por isso, ter um celular era sinal de status e riqueza. Isso porque, as linhas telefônicas eram bastante caras, juntamente com os aparelhos. Aqui no Brasil, o primeiro modelo a chegar foi um Motorola PT-550, aparelho esse que chegou com a rede de telefonia móvel no Rio de Janeiro, no ano de 1990.  

2. O número de celulares é maior que o número populacional 

Sim, é isso mesmo! No ano de 2010, o número de celulares era bem maior do que o número de pessoas no Brasil. No último censo do IBGE, havia 193,7 milhões de brasileiros, enquanto a ANATEL contava com 197,5 milhões de acessos ativos em linhas telefônicas naquele ano. Segundo dados de 2018, a agência afirma que os números subiram para 236,2 milhões de linhas. Porém, isso não significa a quantidade de pessoas que possuem um celular. Mas, sim, que muitas pessoas possuem vários aparelhos. Quantos celulares você tem mesmo? 

3. Um mercado nacional crescente 

Como podemos perceber através da curiosidade anterior, o mercado das telecomunicações se mantém crescente no país. Apesar das crises que atingem o Brasil, o mercado continua otimista, devido aos resultados incríveis de crescimento exponencial em todas as esferas. Mas, vale destacar duas delas: o mercado de banda larga fixa e a telefonia móvel e seus serviços. 

4. Brasil muito bem posicionado 

Bom, se o mercado das telecomunicações continua crescendo no país, ele só poderia estar muito bem posicionado no mercado mundial, não é mesmo? Segundo um relatório emitido pela “APP Annie”, Estado de Serviços Móveis, o brasileiro permanece, em média, três horas em frente aos smartphones. Já um outro relatório emitido pela “Pew Research Center” mostra que o brasileiro é líder no uso de smartphones entre os emergentes, com um índice de penetração de smartphones de 60%. Aparentemente, assunto é o que não falta entre os brasileiros, né? 

5. Cabos submarinos do Google 

Não entendeu? Vem cá, que a gente te explica melhor! Com o objetivo de melhorar nosso acesso aos serviços do Google, a empresa, há um ano, instalou seu primeiro cabo submarino no Brasil. Nele, os dados são transportados por fluxos de luz que percorrem a fibra. Esse cabo liga Flórida, Fortaleza e Santos, e custou 400 milhões de dólares americanos.  

A chegada da internet no Brasil 

Por se tratar de um advento super importante, nós preparamos um lugar exclusivo para ele. Estamos falando sobre a chega da internet do Brasil. 

Muito diferente do que os milennials podem achar, nem sempre a vida foi baseada em conexões à longa distância, muito pelo contrário!  

A internet chegou ao Brasil no ano de 1981, através da “Bitnet”, uma rede de universidades fundada no mesmo ano, e que ligava a Universidade da cidade de Nova Iorque à Universidade de Yale, em Connecticut. Como isso era possível? Bom, ela conectava, por meio de um fio de cobre dentro de um cabo submarino, a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP) ao Fermilab, laboratório de física especializado no estudo de partículas atômicas, que ficava em Illinois, nos Estados Unidos. 

Mas, foi apenas no ano de 1994 que a internet se deslocou da academia e passou a ser comercializada através da Embratel. A empresa lançou o “Serviço Internet Comercial”, ainda de forma experimental e com conexão internacional de 256 Kbps. Cerca de cinco mil usuários foram escolhidos para testar o serviço e, em maio de 1995, ele se tornou definitivo no país. Posteriormente, o Ministério das Comunicações decidiu pela exploração comercial, tornando a internet tendência no país, popularizando-a cada vez mais. 

A internet passou a ser um fator fundamental no dia a dia das pessoas, mas também, na rotina de empresas, que começaram o processo de digitalização. Mesmo enfrentando alguns problemas estruturais, a banda larga se consolidou e continua crescendo no Brasil, com as mais inovadoras tecnologias. Além disso, os provedores de serviço de internet tornaram-se cada vez mais importantes no que se diz a respeito da manutenção e ampliação da tecnologia.  

Planos Americanet 

Bom, depois de tudo isso, nada melhor do que se manter conectado da melhor maneira possível, você não acha? Por isso, nós te convidamos a acessar nosso site e aproveitar um de nossos planos ou combos, para ter acesso a uma internet de qualidade de fibra óptica de ponta a ponta.  

Nossos atendentes estão prontos para te atender e tirar todas as suas dúvidas. Vem pra Americanet! Com a gente, você tem a qualidade que merece!